Acadêmicos

· Literatura e Matemática: Jorge Luis Borges, Georges Perec e o OULIPO.

LivroCoverLiteraturaEMatematica

Título:  Literatura e matemática: Jorge Luis Borges, Georges Perec e o OULIPO.
Ficha técnica:
Número de páginas: 256 páginas
ISBN: 9788527310512
Editora impresso: Editora Perspectiva
Editora e-book: Editora Perspectiva 2016

Onde comprar: 
· Livraria da Travessa

Sinopse: Neste livro sobre as relações entre matemática e literatura, o matemático, escritor e filósofo Jacques Fux propõe uma viagem pelo mundo das letras e dos números, da literatura comparada e das ficções e romances de Jorge Luis Borges, Georges Perec e outros escritores, estudiosos e sonhadores como o próprio autor. Versão de sua tese, que recebeu o Prêmio CAPES de Melhor Tese do Brasil em Letras/ Linguística de 2010 e Prêmio UFMG de Melhor Tese de 2010 do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários.
Que relações a literatura pode estabelecer com a matemática? Como palavras, números e equações se articulam num conto ou num romance? Quais são os limites e as confluências entre raciocínio e imaginação? Este livro de crítica literária, versão da tese ganhadora do Prêmio CAPES de Melhor Tese de Letras/Linguística do Brasil de 2010, incursiona por essas e outras questões, tomando como ponto de referência as obras de Jorge Luis Borges e Georges Perec, escritores que incorporaram, pelas vias da ficção e dos jogos de linguagem, conceitos matemáticos diversos. Para tanto, o autor investiga minuciosamente as peculiaridades do grupo francês OULIPO, ao qual Perec se vinculou, e percorre, com desenvoltura, toda uma linhagem literária de escritores que buscaram nas ciências exatas subsídios poéticos e ficcionais para suas obras. Borges e Perec são colocados em afinidade e dessemelhança ao mesmo tempo, de acordo com o comprometimento de cada um com a matemática. Percebe-se, neste instigante trabalho de Jacques Fux, uma evidente recusa da fixidez, em prol de uma abordagem feita de deslocamentos, irradiações e derivas. Ele cria uma via própria de acesso ao seu objeto de estudo e promove um encontro feliz entre Borges, Perec e a matemática. No seu exercício de transdisciplinaridade, coloca em relevo a força do movimento, dos fluxos de um campo a outro, dos cruzamentos transversais. Nesse sentido, pratica um comparativismo prismático e original.

Maria Esther Maciel (4ª Capa)


· FUX, Jacques. 2012. GO – esporte, jogo, literatura ou cultura? Borges, Perec, Xul Solar e Kawabata. In Aletria (UFMG).v.22, 87-100.

· FUX, Jacques. 2012. La mathématique chez Jorge Luis Borges et chez Georges Perec: une étude comparative. In Remate de Males. v.30, 57-74.

· FUX, Jacques. SANTOS, D. R.. 2012.Linguagem, Metatestemunho e Shoah em Georges Perec. In Revista da ANPOLL (Online). v.1, 193-207.

· FUX, Jacques. 2011. A performance como uma contrainte nos trabalhos de Samuel Beckett e Georges Perec. In Aletria (UFMG). v.21, 89-99.

· MOREIRA, M. E. R., FUX, Jacques. 2010. Uma rede que serve de passagem e sustentáculo. In Letras de Hoje. v.45, 62-70.

· FUX, Jacques. 2011. A matemática de Calvino, Roubaud, Perec e Borges. In Revista de Letras. v.50, 285-306.

· FUX, Jacques. 2012. O humor, a Cabala e a literatura em Um homem sério, dos Irmãos Coen. In Revista Laboratório Literatura e Experimentación. v.2012, 1.

· FUX, Jacques. SANTOS, D. R.. 2012. A contemporaneidade do OULIPO. In Estação Literária. v.9, 250-263.

· FUX, Jacques., CEI, V.. 2012. Adorno, Drummond e o teor testemunhal da poesia. In Literatura e Autoritarismo (UFSM). , v.2012, 141-154.

· FUX, Jacques., SANTOS, D. R.. 2012. As muitas artes de ‘Santiago’, de João Moreira Salles. In Anuário de Literatura (UFSC).v.17, 156-224.

· FUX, Jacques.. 2012. Cinema Paradiso. In Estação Literária. v.10, 1.

· FUX, Jacques., Salomão, Débora. 2012.O feminino e a psicanálise em Nada a dizer, de Elvira Vigna. In Revista e-scrita: UNIABEU. v.3, 67-76.

· FUX, Jacques., Oliveira, Eduardo Jorge de. 2011. Língua, Literatura, Tradução e Restrição. In Revista e-scrita. v.2, 173-185.

· FUX, Jacques.. 2011. O ludicamente sério e o seriamente lúdico de Georges Perec. In Revista Criação & Crítica. v.6, 28-43.

· FUX, Jacques., MOREIRA, M. E. R.. 2010. Literatura e Matemática em diálogo: uma leitura de A terceira margem do rio e O barão nas árvores. In Revista Garrafa. v.20, 1-13. 

· FUX, Jacques., MONTEIRO, Rebecca Pedroso. 2014. Literatura e verdades em ‘Felicidade demais’, de Alice Munro. In Interfaces Brasil/Canada. v.14, 253-274. 

· FUX, Jacques. 2014. Priapo o la genesi della creazione artística. In IN LIMINE. , v.10, 1-6. 

· FUX, Jacques. 2013. Cinema Nazi, Faction, e Contemporaneidade. In Aletria v.23, 199-209.

· FUX, Jacques., OLIVEIRA, Humberto Moacir de., FEDATTO, Carolina.. 2013. Enunciação, psicanálise e os jogos literários de Georges Perec. In Travessia.v.13, 95-118.

· FUX, Jacques. 2013. Le postmoderne et la question do plagiat littéraire. In Revista de Letras (UNESP. Impresso). v.51, 67-81. 

· FUX, Jacques., LEE, Henrique Oliveira. 2013. Língua, Literatura e Teoria em Georges Perec. In Cadernos de Letras da UFF v.46, 67-85.

· FUX, Jacques. 2013. W ou o testemunho da infância. In Letras de Hoje. v.48, 459-466.

© 2015 Microsoft Terms Privacy & cookies Developers English (United States)